domingo, 19 de junho de 2016

A PERSONALIDADE DA VOZ

A voz tem sua  personalidade, ela faz parte da personalidade emocional, mental, intelectual e física do cantor, mas só se expressa através das nuances da estrutura fisiológica do corpo, mas também está sujeita ao emocional, e também ao sensorial. Por isso, quando trabalha-se o corpo para produzir o melhor som que ele consiga, é necessário que o cantor também trabalhe o lado analítico do cérebro, para que este tenha total controle de toda a sensação física que está acontecendo no corpo no momento da produção da voz.

A personalidade da voa só aparecerá quando o cantor tiver total percepção do que acontece no seu corpo quando este está funcionando para produzir som vocal tecnicamente treinado, e quando seu cérebro analisar e perceber toda a vibração do som vocal nos ossos, cartilagens e cavidades  ósseas, que todos conhecem como empostação vocal, que nada mais é, do que a vibração da voz nas regiões de ressonamento e aplicação dela para o ouvinte.

Ela também depende e se forma através das espessuras dos ossos, pois os ossos são nossos melhores ressonadores e mais perfeitos amplificadores sonoros, que funcionam como caixas de amplificação natural de nosso instrumento musical, o corpo, no processo que acontece e é necessário para a produção de uma voz bonita, saudável, aveludada e natural.

Quanto mais o cantor conhece e percebe a vibração e produção vocal no corpo, mas da personalidade da voz ele consegue expressar e emitir. O som vocal torna-se próprio e único daquele  corpo que o produz. Ela mostra e peculiaridade única da voz daquele corpo, e cria uma empatia no ouvinte pela personalidade da voz daquele determinado corpo.

A personalidade da voz traz com ela também muito da personalidade do cantor, e também dá vida para todos os aspectos fisiológicos,  no universo da estrutura sonora  através do processo de empostação. Então, quando uma voz soa muito bem empostada, a personalidade daquela voz é valorizada e amplificada até o ouvinte.

A personalidade da voz quando respeitada e valorizada pelo cantor, faz com que ele traga a música para dentro do universo de seu corpo e de todas as suas nuances vocais, que são natas e intrínsecas de seu instrumento vocal. Quando o cantor consegue matar a personalidade vocal do interprete da música, e a traz para dentro da sua estrutura fisiológica, ele então, encontra a verdadeira entonação vocal, ou seja, a sua linha de canto nata e intrínseca do seu corpo, e dá som e vida para a sua personalidade vocal soar livremente e sem sofrimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Nasci em Parintins no Amazonas. Vivi no meio da mata onde enfrentei todos os perigos que pessoas  da cidade nem imaginam que existe. Aprendi tarrafiar. Pescar piranha preta e vermelha. Vi meu cachorro ser despedaçado em três pedaços por um tamanduá bandeira de três metros de altura. Cacei veado vermelho e roxo. Tirei jacaré açú da malhadeira. Arranquei tatu do buraco. Arranquei mandioca grande da terra sem quebrar. Cacei cutia. Paca. Comi macaco prego. Onça. Quati. Porco espinho. Fiquei encurralada por um bando de queixada. Comi papagaio em tempo de fome. Peguei juruti na arapuca feita de pau. Tomei água de cipó d'água. Apanhei com pedaço de lenha do fogão de barro. Roubei ovo de inambú açú. Peguei mauari na malhadeira de mica. Mergulhão. Garça branca e morena. Andei sobre o matupá. Vi anhingal andar no rio. Fugi de caba tatu. Levei ferrada de caba de igreja. Fui mordida por piranha vermelha que levou um pedaço do meu dedo. Consegui fugir e me tornar uma das melhores professoras de canto do país. E outras coisas que só caboclo sabe...

Follow by Email